Ir direto para menu de acessibilidade.

Rede de Monitoramento da Rede Hidrometeorológica

por Sema | publicado 17 de setembro de 2019 | última modificação 17 de setembro de 2019

Desde os eventos ambientais adversos ocorridos no ano de 2005, como a seca que atingiu várias cidades acrianas, tem havido uma crescente preocupação das instituições públicas quanto ao monitoramento de eventos climáticos adversos no estado do Acre. Neste sentido, a SEMA adquiriu, com recursos do BID e também mediante cessão da Agência Nacional de Aguas – ANA, um total de 24 (vinte e quatro) estações climatológicas que estão sendo instaladas em locais estratégicos para monitoramento de cheias e estiagens bem como de outros parâmetros que podem ocasionar mudanças climáticas relevantes à região.

As informações coletadas a partir dessa rede de estações hidrometeorológicas permitirão subsidiar os trabalhos da Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais – CEGdRA, quanto ao planejamento de ações de prevenção e preparação para redução dos riscos ambientais no estado do Acre, além de contribuírem para o contínuo aprimoramento do Zoneamento Ecológico-Econômico – ZEE.

Esses dados também irão contribuir significativamente para o planejamento das ações a serem executadas pelas instituições encarregadas da execução de ações de prevenção e resposta aos eventos extremos, especialmente as defesas civis, municipais e estadual.

Breve Histórico

No ano de 2009 a SEMA adquiriu 18 estações climatológicas, mediante aporte de recursos do BID. Cinco delas foram equipadas com sensores de chuva (pluviômetro), temperatura, umidade do ar, nível/vazão, evaporação, pressão atmosférica, radiação solar, velocidade e direção dos ventos. As demais estão dotadas de pluviômetros e sensores internos de temperatura.
Ainda em 2009, cumprindo obrigações contratuais, a empresa Hytronic (São Paulo) enviou ao Acre dois técnicos que fizeram a instalação e configuração de cinco estações no perímetro urbano dos municípios de Plácido de Castro,  Xapuri, Epitaciolândia , Assis Brasil e Bujari.

Em 2010 a Agencia Nacional de Águas (ANA), mediante convenio, cedeu para a Sema mais 6(seis)  estações climatológicas. Destas três são dotadas de datalogger, bateria, painel solar,  pluviômetro, sensor de temperatura e umidade do ar. As outras três  alem desses sensores também possuem um sensor para medição do nível de rios. Em agosto de 2010 técnicos da Sema que haviam sido capacitados pela empresa Hytronic, fizeram a instalação de mais três estações  ao longo da rodovia BR-364 nas Unidades de Gestão Ambiental Integrada (UGAI) situadas próximas aos rios Liberdade(Cruzeiro do Sul), Acuraua (Tarauacá)  e Jurupari (Feijó).

Nos meses de novembro e dezembro de 2010 foram instaladas outras quatro estações nas seguintes localidades:
• Comunidade Icurian – margem do Rio Iaco,  em Sena Madureira ;
• Comunidade Recife II – margem do Rio  Iaco,  em Sena Madureira;
• Campus da Ufac, em Cruzeiro do Sul;
• Comunidade São Salvador – margem do Rio Moa,   em Mâncio Lima

No primeiro trimestre de 2011 foram instaladas mais duas estações, modelos AgSolve, nas seguintes localidades:
• Comunidade Santa Rosa – margem do Rio Macauã, em Sena Madureira;
• Aldeia indígena Kaxinauá –  margem do Rio  Purus, em Santa Rosa do Purus;

No mês de maio de 2011 foram instaladas mais duas estações, modelo Squitter, nos municípios de Capixaba e Porto Acre.Atualmente, mediante o Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Sema e a ANA, planeja-se para 2012 a instalação de 14 estações telemétricas, dotadas de transmissor por satélite GOES, que irão monitorar as chuvas e o nível dos principais rios do Acre, possibilitando a implantação de um Sistema de alerta para eventos hidrológicos críticos.