Ir direto para menu de acessibilidade.

Mochila do Educador Ambiental

por Sema | publicado 17 de setembro de 2019 | última modificação 17 de setembro de 2019

A Mochila do Educador Ambiental do Acre é um material didático destinado a formação de professores do ensino fundamental e médio, técnicos extensionistas que trabalham em comunidades tradicionais do estado (índios, colonos e seringueiros), estudantes do ensino fundamental e médio, além de acadêmicos enfocando 03 eixos, gestão ambiental e territorial, sistemas de produção sustentável e legislação ambiental.

O objetivo principal da mochila é difundir o ZEE-Acre, Fase II, a Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e outros instrumentos de gestão, por meio de iniciativas de educação ambiental, gestão territorial e extensão agroflorestal, possibilitando a utilização de metodologias de ensino-aprendizagem e de materiais didáticos adaptados à realidade regional.

A mochila é constituída por 09 materiais didáticos descritas a seguir:

i- manual do educador ambiental: o guia da mochila, onde estão inseridas 25 fichas educativas de aprendizagem, ou seja, o passo a passo de com o utilizar os materiais didáticos da mochila e realizar as dinâmicas propostas pelo manual;  ii- carta da terra para crianças: material didáticos com ilustrações coloridas dos princípios da carta da terra para crianças: cooperação, respeito, amor, harmonia, amizade e paz;  iv- gravuras agroambientais: utilizadas para o debates de temáticas ambientais e sistemas produtivos sustentáveis, v- flanelógrafo do ativo ambiental florestal: para estudos dos principais ciclos biogeoquímicos (ciclo da água, ciclo do carbono e de outros nutrientes), biodiversidade vegetal e animal, sucessão ecológica, manejo da matéria orgânicas do solo o processo de fotossíntese, de polinização, dispersão de sementes, serviços ambientais e a ação antrópica; vi- quebra-cabeça do ZEE-Acre: para estudos sobre a geografia do Acre e suas regionais de desenvolvimento, conforme as diretrizes do ZEE, Fase II; vii- fichas de aprendizagem das espécies agroflorestais: contem informações agronômicas sobre as principais espécies agroflorestais utilizadas pelos produtores do estado do Acre; viii- maquete para planejamento agroambiental: para recuperação de áreas degradadas e áreas de preservação permanente com o uso de 25 mini-árvores de diferentes espécies da região (faveira, ingazeira, cupuaçu, cacau, cedro, mogno, castanheira, samaúma, ipê-amarelo, mulateiro, entre outras; ix- mini-banners ambientais: para subsidiar debates e pesquisas sobre mudanças climáticas, conservação do solo e da água, roçados sem fogo e agroflorestas sucessionais.